parecido

 

 

ele atravessou o pátio com um andar duro, o rosto crispado, maleta verde escuro, discreta, numa das mãos. visto de longe, um assassino profissional a caminho de cumprir o serviço, a maleta apenas disfarce, a arma possivelmente escondida no local do crime e o diagrama mental pronto de possibilidades de se livrar dela na sequência.

visto de perto e por quem o conhecia, tratava-se apenas do professor s na direção de sua sala na universidade. dentro da maleta, os exemplares com que pretendia matar suas vítimas, aqueles meninos e meninas renhidos, pouco acostumados com a necessidade de comprometimento, seriedade e disciplina que a pesquisa exigiria.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s