contemplação abissal

arte | wood cum
arte | wood cum

 

 

no centro da festa está o vazio

mas no centro do vazio há outra festa.

roberto juarroz — poesia vertical

 

todo dia aquele sujeito ia até a beira do abismo e olhava para baixo. analisava, juntava informação, queria saber do que o abismo era feito. suspeitava que, no centro da escuridão, havia uma luz e forçava o olho para ver se a percebia. mas depois de estudar, ele se virava e voltava para casa. até o dia que entendeu o que precisava fazer. nesse dia, não voltou.

 

4 comentários sobre “contemplação abissal

  1. thaís figueiredo 26/12/2012 / 21:30

    a dúvida é: o que ele precisava fazer? bem que ele podia compartilhar com os outros essa resposta fundamental…

    Curtir

    • paulopaniago 26/12/2012 / 22:43

      narrativa aberta, thaís. o leitor completa com o que tem/quer/pode. eu diria que ele talvez tenha saltado? ou quem sabe descobriu que precisava se afastar definitivamente do abismo e de casa e botou o pé no mundo? ou algo que você imagina e preenche os espaços em branco… beijo.

      Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s