drama simples

moça

 

 

sabe qual é o problema?, ela perguntou. o tom de voz deixava perceber que era muito sério o que ela dizia. estávamos sentados a uma mesa alta com banquetas altas e diante de nós, depois do vidro que limitava o café, havia um jardim com pedras, depois a pista de acesso à ponte com seu ruído imperturbável e permanente, algumas árvores além da pista, compondo um anteparo, e o horizonte, com nuvens, nuvens, nuvens. olha lá, ela continuou. seus olhos pareciam se dirigir a alguma coisa por ali. os carros? as árvores? o horizonte? o que ela queria dizer? olha lá as nuvens, especificou, como se percebesse a minha indecisão. olhei. havia algumas mais escuras e frondosas, que pareciam mais próximas de nós e havia nuvens brancas e esgarçadas lá na frente, banhadas pela luz do sol. pensei numa tela famosa de vermeer descrita num romance francês, mas duvido que fosse isso que ela tinha em mente. hum, grunhi. queria que ela continuasse. as nuvens no céu, apenas isso, ela disse, sendo nuvens, indiferentes ao nosso drama humano. tomando um gole do meu café e olhando para uma formiga que caminhava com pressa como se estivesse atrasada para um compromisso sobre a fórmica marrom da mesa alta, pensei, essa formiga também é indiferente ao drama humano, bem como as escalas que escolhemos, o muito longe e vasto (nuvens no céu) e o muito perto e ínfimo (formiga na fórmica). aonde ela queria chegar? que drama?, perguntei. mas intuí qual seria a resposta. o fim do nosso relacionamento vinha se arrastando há meses, parecíamos funcionários públicos empurrando a vida morosa com a barriga. havíamos chegado naquele ponto em que o mistério se dissolveu e o que sobram são nuvens, formigas, um drama que não chega a ser drama e o barulho indiferente dos carros na rodovia em frente. alguém tinha que dar um passo para fora daquele marasmo e fiz a ela a gentileza de deixá-la tomar a iniciativa.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s