diferenças fundamentais

lâmpada

 

 

ele era um bom artista. o que não significa dizer que fosse boa pessoa. todo mundo sabe que são coisas distintas, mas muita gente teima em esquecer — ou fingir que esqueceu, como suponho que aconteça. enfim. não vem ao caso. o que importa dizer é que ele era um bom artista. talvez o mundo se lembre dos quadros que ele pintou e que sofreram valorização enorme assim que ele morreu, para certa felicidade da família e desgosto dos inimigos. quanto a mim, me lembrarei sempre da pessoa, do caráter, das artimanhas e dos peidos. se houvesse maneira de pintar os peidos de alguém, os dele seriam os mais coloridos e certa vez sugeri que ele fizesse isso, mas não parece ter caído bem. às vezes fico feliz que ele tenha morrido. não tenho tendência a lamentar, até porque sou o filho e principal beneficiário da arte que ele me deixou de herança.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s