poesia e interpretação

espiral

 

 

gosto muito daquele cara que disse que existem dois tipos de poeta: os que queimam os poemas aos dezoito anos e por isso são bons; e os que são ruins e continuam a escrever poesia pelo resto da vida. queimei os meus poemas aos quinze anos, o que provavelmente fez de mim um excelente poeta ou um asno para compreender ironias.

 

2 comentários sobre “poesia e interpretação

  1. leandro wirz 05/03/2013 / 17:16

    queimei os meus aos quarenta. sou lerdo.

    Curtir

    • paulopaniago 05/03/2013 / 21:45

      eu nunca queimei poemas porque nunca os escrevi. e acho você um criminoso por fazer isso. tá louco, rapaz? perdeu o juízo que nunca teve?

      Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s