subterrâneo 2

metrô3

 

 

uma voz pausada e grave de homem sempre repete no alto falante, a cada estação do metrô: cuidado com as portas que se fecham, por favor. ele diz isso numa entonação que parece música e mesmo assim quase sempre há alguém que se arrisca a sair ou a entrar no último segundo e lá está, onipresente, o cálculo mal feito que faz a porta se fechar sobre um braço ou o tronco, então ela se abre novamente para que o cidadão avance ou recue e volta a se fechar. é parte de um pequeno drama cotidiano de gente que não se assusta com o pequeno impacto da porta que bate e em seguida recua, e que de tão corriqueiro nem é mais notado.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s