desaforismos (segunda temporada): 15

equilibrista

 

 

150. o real é um ímã irresistível.

151. biografia, ficção narrativa travestida de real.

152. ler para ser feliz.

153. filósofos, ilusionistas da razão lógica.

154. o único amor possível é o impossível.

155. o destino sempre lança dois dados.

156. a pedagogia do rancor nunca se cansa de aprender novas lições.

157. quando o cinismo for virtude, a humanidade estará menos hipócrita.

158. na américa do sul, a precariedade faz as crenças parecerem brincadeiras de criança.

159. casamento celebra o início do fim do amor e o começo do contrato social de aborrecimentos mútuos, recíprocos e paralelos.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s