o que é

foto | sarah lawrie
foto | sarah lawrie

 

 

dois homens conversam. calma, cautelosamente. depois vitupérios. um contra o outro, um sobreposto ao outro, vozes confusas. provocam. explicam. complicam. conjeturam, esmorecem. bebem dos copos, erguem brindes, falsos, verdadeiros, não importa. a vida é o que é, antes deles, dentro deles, depois também. vontade e tédio, acerto e aposta. e se um cuspisse no chão, quebrasse o protocolo e um copo? alguém gargalha, lá fora um pombo arrulha quase no mesmo diapasão, como se respondesse. poderiam ser shakespeare e marlowe, joão e josé, dá tudo sempre na mesma. sentaram joyce e proust e a conversa girou em torno das vantagens do chocolate amargo. ninguém impressionado com rumores. dois homens vão para a rua, trêbados, expulsos do bar. suas forças impulsionadas pela neblina do álcool, o cansaço, a rotina, um véu do passado, uma promessa para amanhã. entre bravatas, vociferam despedidas um para o outro — a despedida é sempre tensa — e voltarão em silêncio amanhã para o trabalho atrás da mesa, em escritórios distantes, empregos que não largam por diferentes razões. enfrentarão o dia amargurados, sem pensar que são shakespeare, marlowe, joyce, proust, ou sequer personagens desses senhores, as bravatas de ontem cozidas em arrotos sonolentos ao longo de um dia tedioso de ressaca que nem o mar sabe o que é.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s