para baixo

terra6

 

ele se encontrava naquele ponto alto do reconhecimento público — sorrisos, aplausos, convites, medalhas, prêmios, solicitações — e parecia dentro de um vagão desembestado e ingovernável. sabia, sem comunicar a ninguém, que a isso se seguiria um longo período de descida e perdas e danos. intuía que não teria a que se agarrar, em que se sustentar, não haveria como impedir a queda, mesmo antecipando-a. então soube que o melhor a fazer era evitar resistências, entregar-se e até, se possível, sentir prazer.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s