engarrafamento

foto | lydia goldblatt
foto | lydia goldblatt

 

 

ele me mostrou a pequena garrafinha de vidro, tapada com rolha, vazia. o que é isso?, perguntei. minha alma, ele disse. ela é essa garrafinha?, quis esclarecer, meio estupefato. não, idiota, ela está aí dentro. mas está vazia, insisti. não, idiota, ele riu de novo. minha alma está aí. você não enxerga porque tem essa sua doença realista que te aflige. está certo, admiti, sem exatamente concordar. sempre fui um realista feroz, defeito de formação, admito. quer dizer que sua alma está engarrafada. e qual o sentido disso? ah, ele suspirou, sei lá. meu corpo estava precisando de umas folgas, resolvi deixar minha alma à parte por uns dias. por uns dias, repeti. por uns dias. quantos dias, exatamente? e com que propósito? mas então ele desconversou e não quis me prestar esclarecimentos de jeito algum.

 

10 comentários sobre “engarrafamento

      1. duas opções de respostas:
        – fazendo todos os dias ímpares!
        – mas enfim ela desconversou e não quis me prestar esclarecimentos de jeito algum… hahahaha

        Curtir

  1. gostei tanto desse texto… mas ficou uma dúvida: como faz para limpar a garrafinha quando junta poeira?

    existe espanador de pó para a alma?

    Curtir

    1. uh! ainda não inventaram, mas alguém podia ter essa ideia. álcool às vezes ajuda, embebido em algum outro líquido ou puro e normalmente envasado. formato cerveja, uísque e variantes. não chega a ser espanador, mas faz as vezes, às vezes.

      Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s