por pouco

foto | william albert allard
foto | william albert allard

 

 

eu estava com ressaca de sofrimento. no dia anterior havia sofrido muito —- no espírito, não no corpo —- e agora não sofria mais (havia gasto tudo na véspera, como um fósforo que se acende e em seguida se apaga), no entanto algo ainda se podia perceber da intensidade, isso a que chamei ressaca de sofrimento, esse ar que escapa lentamente de uma válvula. a lembrança dos motivos pelos quais se sofreu é o bastante para te jogar num novo ciclo, se você não toma cuidado. o sofrimento tem enorme capacidade de se renovar, de modo muito rápido e ágil. basta um descuido.

 

2 comentários sobre “por pouco

  1. marielfernandes 07/12/2013 / 20:46

    palavras sabidas. como toda ressaca, sofrimento deixa olheiras, hálito estranho e uma vontade esquisita do tipo “quem sabe mais tarde outra vez”.

    Curtir

    • paulopaniago 07/12/2013 / 22:42

      e como toda promessa de não vou beber mais a cada ressaca, o sujeito sempre volta para outro copo mais tarde. concordo, mariel.

      Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s