a arte da canalhice

arte | juha arvid helminen
arte | juha arvid helminen

 

 

tomaram-me pelo canalha que não fui ou sou. e o que importa o passado ou o presente?, pensei. a partir de agora, é preciso desempenhar esse novo papel. e passei a me investir ao máximo em ser o melhor, isto é, a ser o pior canalha que o mundo precisava, alguém que fizesse jus às acusações —- infundadas ou não, não fazia mais qualquer diferença —- de maneira sólida e veemente. não abdiquei nem mesmo quando alguém modulou e disse que eu era um canalha tão bom que merecia um prêmio por isso.

 

11 comentários sobre “a arte da canalhice

      • sousaester 14/12/2013 / 15:41

        sempre digo que se eu fosse homem eu seria um canalha, dos melhores! haha.

        Curtir

      • paulopaniago 14/12/2013 / 15:57

        canalhice não é prerrogativa de gênero, ester. conheço muitas mulheres canalhíssimas, algumas inclusive orgulhosas de serem. boa sorte.

        Curtir

      • sousaester 14/12/2013 / 16:06

        eu não sou uma “boa” canalha, apenas canalha! hehe! obrigada!

        Curtir

  1. markão 08/01/2014 / 15:48

    algo me diz que vivi o dia de hoje para ler isso…

    Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s