debate fraterno

esquina-de-algum-lugar

 

 

meu irmão balançava a cabeça negativamente, me censurava pelo relato que eu lhe fazia da minha última travessura. pensei que recriminava minhas ações, mas acontece que ele disse estar insatisfeito com o modo como eu lhe contava. você não sabe usar os detalhes a seu favor, me disse, juntando as pontas dos dedos das duas mãos uns contra os outros. por um momento achei que também as palmas se encontrariam e ele iria dirigir uma prece aos céus implorando perdão ou clemência pela minha alma de pobre criatura do pântano. espere até eu contar isso por escrito, rebati, furioso com a insolência dele por me recriminar. vou transformar você num cara mesquinho, bigodudo e mal humorado, além de encher a história com detalhes. você só vai parecer ridículo, ele me advertiu, e mentalmente não pude deixar de notar que ele tinha razão.

 

Publicado por

paulopaniago

digo não

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s