todos sorriem

ilustração | raphaëlle martin
ilustração | raphaëlle martin

 

 

havia um misto de felicidade reprimida e expansiva, mas de qualquer ângulo que se olhasse ou percebesse ou mesmo analisasse o que se via era felicidade. não a falsa, de comercial, fingida, atuada, mas autêntica, aberta, ampla, alargando-se em ondas e se espalhando com um tipo de contaminação bem-vinda. não parecia insuflada por artifícios como drogas, lícitas ou não, nem por demandas programadas, mas pela própria natureza das dinâmicas humanas. a alegria, ele pensou, a onda de sorrisos e disposição para cima vem de não pensar muito a respeito. de modo que despiu-se ele também dos pensamentos, bem como das roupas, e entrou na confusão dos corpos que se movimentavam.

 

6 comentários sobre “todos sorriem

  1. uma vez perguntei a um budista qual o segredo da felicidade. ele olhou-me com aquela alma translúcida, olhos de alegria, e sorriu placidamente. era a resposta.

    🙂 o seu texto levou-me a essa história. parabéns!

    Curtir

  2. um dia se descobre, depois de muito ter pensado, que o melhor, mesmo, é sorrir.
    sorrir, sorrir de verdade, é o melhor argumento, a melhor defesa, a melhor saída.
    não há (mais) labirinto para aquele que (finalmente) aprendeu a sorrir.

    Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s