amor é água 4

arte | gustave coubert
arte | gustave coubert

 

 

margarete foi o nome que pronunciamos em torno do caixão. ela estava morta cedo demais —- é sempre cedo para essa dama feroz. generosa na distribuição do amor e em angariar amantes, ela atravessou a vida espalhando contradições e colecionando paradoxos. muitos se lamentam de terem sido alcançados pelo radar amplo dessa mulher. sou dos poucos que reconhecem o quão benéfico foi o convívio com ela. depois fui um medíocre consistente. estou feliz que ela esteja morta e não possa mais exercer influências, mas a verdade é que também tenho a boca amarga.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s