sarcasmo é analgésico

submarino

 

 

ele tinha se empenhado muito nos exercícios de sarcasmo. era uma coisa que lhe vinha naturalmente, merecia ser cultivada. sabia do risco de levar a questão longe demais. o sarcasmo fica na fronteira do cinismo e geralmente a polícia está cochilando e pouco atenta ao trânsito entre as localidades. quando vê, você está no país vizinho e nem se deu conta. acontece que o mundo não trata bem os medalhistas em sarcasmo e ele tinha esse lado deformado: gostava de agradar os outros, embora tivesse plena certeza de que não fazia a mais remota ideia a respeito do que as pessoas estavam pensando ou sentindo e, além disso, o sarcasmo tem por princípio não ligar a mínima para os demais, o que parecia portanto apontar para uma enorme contradição. às vezes sequer dominava bem os próprios sentimentos. intuía apenas: a vida era parecida com baratas perambulando sem rumo dentro de uma caixa de sapatos. tudo é sem sentido e o sarcasmo é ferramenta útil de distração, embora de efeitos tão corrosivos. então apertou de novo o gatilho que iniciava o processo. vamos ver no que isso vai dar, pensou.

 

5 comentários sobre “sarcasmo é analgésico

  1. aurea cristina szczpanski 26/02/2014 / 10:51

    você continua desaforado: não há aspirante a ser sarcástico que não tenha se visto no texto. “o sarcasmo fica na fronteira do cinismo” e se o sarcasmo incomoda muita gente, o cinismo incomoda muito mais. provocante, como sempre.

    Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s