nada faz sentido

pato

 

 

o sem sentido da vida está nas roupas fora de lugar, espalhadas pelo quarto, na louça que se acumula na pia, no resto de cerveja, morna e choca, que ficou na garrafa sem ser bebida, no livro aberto e virado ao contrário sobre o braço do sofá, à espera de ser lido. a vida insiste nesses hiatos, nesses acintes: você não vai muito longe, meu chapa, ela parece dizer. você ali, fingindo que o absurdo não pisca o olho para você, todo metido a sedutor.

 

3 comentários sobre “nada faz sentido

  1. mirian oliveira 01/03/2014 / 2:09

    eis a arte de esculpir o tempo, que devora tudo. até esse absurdo que não faz sentido. sorria, meu caro, você está sendo engolido. igual a todo mundo.

    Curtir

    • paulopaniago 01/03/2014 / 9:44

      o maior problema, me parece, é que também devora nacos enormes da memória, ou seja, além de engolir o futuro, o desgraçado ainda tem o acinte de me comprometer o passado.

      Curtir

  2. mirian oliveira 02/03/2014 / 13:12

    rsrsrs… que ótimo, paulo.

    você tem um aforismo que é um dos meus prediletos:

    “vida é sucessão de momentos perdidos e acúmulo (e perda) de memória”.

    faz sentido, né? 🙂

    Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s