os bons contrastes

caminhos

 

 

minhas convicções são firmes feito balanço, vão e vêm, vão e vêm, ele disse. não consigo compreender essas pessoas que adotam uma posição e ficam lá, contentes feito criança com pirulito novo, inamovíveis. a palavra era boa, principalmente usada daquele jeito, depois de uma referência à infância, à imaturidade. isso me fez lembrar de gombrowicz, aquele polonês que migrou para a argentina. criava um bom contraste. e depois, ele continuou, estou apenas sendo coerente com a forma de pensar do meu país, onde nada do que é sólido persiste. a gente escreveu ordem na bandeira porque é um desejo, não uma realização. e rimos da nossa violência, ele disse ainda, como se ela fosse divertida. engoli em seco. ah, não sei do que estou falando, me desculpe, acrescentou. melhor a gente mudar de assunto.

 

Um comentário sobre “os bons contrastes

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s