Diminuir os sofrimentos

peixe

 

 

Na fila do supermercado para o caixa rápido, máximo quinze itens, um sujeito de pele escura, careca a não ser nas laterais da cabeça, carrega um menino nos braços, branquelo e com cabelos encaracolados. O sujeito carrega também dois pacotes de biscoito recheado nas mãos. Atrás chega uma senhorinha, vestido estampado de cores discretas, mais velha do que ele. Começam a conversar a respeito de hemodiálise, que ele está fazendo três vezes por semana, enquanto espera a fila do caixa e a dos transplantes andarem. Dói, ela pergunta a certa altura da conversa e ignorando completamente o menino que parece distraído mas que capta todas as nuances da conversa. A pergunta sobre dor diz respeito à agulha. Ele diz que não e comentam os caroços que de toda forma, havendo ou não dor, aparecem nos braços. Ouvindo a troca de amabilidades a respeito dos respectivos infortúnios — ela tem um irmão na fila de transplante à espera de um coração e eles aproveitam para falar a respeito de compatibilidades, um artigo em escassez —, alguém se vê na posição de lamentar os destinos sofredores alheios e agradecer a própria e saudável condição. A verdade é que a fila do caixa anda sempre mais rápido do que a dos transplantes, bem como talvez a do esquecimento dos problemas alheios.

 

2 comentários sobre “Diminuir os sofrimentos

  1. ilmara 15/10/2014 / 10:48

    Presenciei uma passagem semelhante a esta no eixão norte neste domingo (12/10), um vendedor de coco explicava a uma moça e a sua filha adolescente, que estavam espantadas com a quantidade de caroços no braço do moço. Ele, apesar do sofrimento nas sessões de hemodiálise, era pura alegria. Domingo que vem tenho mais cocos para comprar!

    Curtir

    • paulopaniago 15/10/2014 / 11:15

      As histórias estão por aí, mesmo, basta a gente prestar um pouco de atenção. Fico contente de saber que ele mantém o clima de pura alegria, parece que é um fator muito importante para o sucesso do tratamento esse tipo de astral do paciente. Aos cocos!

      Curtir

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s