4. Certas reformas desnecessárias

4girafa

 

 

Uma girafa reclamava a respeito do próprio destino com um jabuti, que a ouvia com atenção. “Sou forçada a ver tudo sempre do alto e os outros animais todos acham que só por isso sou esnobe”, disse a girafa. “Ou então acham que vivo com a cabeça nas nuvens e fazem todo tipo de piadinhas.” O jabuti demorou um pouco a responder mas por fim sorriu. “Entendo”, disse. “E acho que você está coberta de razão. Andei ouvindo umas coisas que disseram a seu respeito que são de deixar um animal de cabelo em pé, ainda bem que não tenho cabelo.” A girafa suspirou, porque não havia muito mais o que fazer. “Entretanto, tenho uma sugestão para o seu caso, se me permite”, continuou o jabuti. “Andam fazendo umas cirurgias estéticas e você pode tentar um corte no pescoço, ou nas pernas ou, ainda, se preferir, em ambos.” A girafa agradeceu, soube-se depois que se submeteu ao procedimento, aguentou a dolorosa recuperação e, quando achou que estava pronta, saiu para uma volta na savana. Uns poucos animais prestaram atenção, mesmo assim mínima. Nem houve muito tempo para absorver nuances. Ela foi confundida com um antílope meio zebrado por um bando de leões famintos e devorada em dois tempos.

 

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s