É preciso alguém para conversar

Foto | Giulia Pesarin
Foto | Giulia Pesarin

 

 

Ele era curioso, é bem verdade, mas o calor prostra todo mundo e ele não conseguia ficar imune. Estava dividido entre a curiosidade e a lassidão naquele dia em que o sol parecia especialmente determinado a castigar a terra. Sua curiosidade, entretanto, não se atinha a dados quantificados ou exteriores. Ele gostava especialmente de ouvir as pessoas a expressar inquietações, seja na forma de angústias ou como paixões. Não era exatamente bom conselheiro, mas bastava ser ouvinte, observador imparcial num mundo em que ninguém escuta ninguém embora na aparência todo mundo se exponha muito e praticamente o tempo todo e tudo terminava bem para seu lado. Sobretudo mostrava curiosidade por essa característica humana que percebia nos outros de desejar tanto e tão intensamente um interlocutor para problemas, crises, animosidades, alegrias, alguém que escute a esse, o quê?, narcisismo simplesmente não comporta tudo o que era. Além do que a palavra narcisismo tem certa carga negativa com a qual não concordava. Implica dose exagerada de egoísmo e embora se possa reconhecer que egoísmo é um dos componentes da vontade de interlocução, não dá conta de tudo. Ele poderia escrever um tratado a respeito do assunto, mas o calor o desanimava e de modo geral parece impraticável desenvolver raciocínios densos do lado de baixo (ou muito próximo) da linha do Equador, embora de vez em quando ocorra, com gente mais tenaz e preparada do que ele.

 

Um comentário sobre “É preciso alguém para conversar

deixe um comentário ou um desaforo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s