CONTÍCULOS (75) Todos os crimes prescritos

 

 

Nas fraudes do cotidiano, sou um juiz compassivo, cheio de indutos a distribuir. Nenhum pecado grande demais, os crimes prescrevem por minuto.

Sou juiz permissivo, meu coração é todo habeas corpus. No meu tribunal os perdões se sobressaem, são bem-vindos todos os pecados, serão perdoados de antemão. Todo alvará é de soltura.

Rezo pela cartilha da leniência. Os réus serão redimidos. Cada face é outra e será ofertada.

 

 

— Paulo Paniago

 

CONTÍCULOS (74) Amplitude

 

 

O bilhete de suicídio dele ia na jugular do assunto e era dirigido aos familiares, embora haja quem suponha que se dirigia a toda a humanidade (versão que compartilho):

Suicidei, como vocês podem ver. Aprendam a lidar com isso. Se não conseguirem, sugiro que sigam meu caminho e também se suicidem.

 

 

— Paulo Paniago